Artigos

Publicado em 06 de setembro de 2022 Atualizado em 06 de setembro de 2022

O Festival dos Possíveis

Como alguns professores e alunos não desanimam com a falta de recursos da educação pública

Uma mão de criança jovem mostrando o polegar atrás de um brinquedo educativo. (Autor da imagem: Markus Spiske)

Numa tarde úmida e sonolenta do inverno paulistano, passeio por um centro cultural e vejo no palco do subsolo um grupo de crianças com violões. Uma apresentação está prestes a começar. Desço as escadas em direção ao anfiteatro e chego numa grande ante sala repleta de crianças se movendo animadas de um lado a outro, ou conversando em grupo ao redor de mesas sobre as quais estão diversos projetos. É como uma feira de ciências, penso eu.

Na plateia do anfiteatro, sinto o burburinho dos participantes, e logo começam as apresentações (primeiro o grupo de violão, seguido pelo semifinalista da Copa do Mundo de Slam de 2014, Emerson Alcalde, e um educador que usa o samba como meio pedagógico  de colaboração), entremeadas por depoimentos dos organizadores, entusiasmados e orgulhosos do evento – é o 6o Festival de Invenção e Criatividade (FIC 2022).

O FIC é um festival organizado pela Rede Brasileira de Educação Criativa (RBAC); um movimento de educadores, alunos, pais, artistas, pesquisadores, empresas e organizações que promovem a educação criativa.

Aprender não é mais do que um jogo

A educação, ou aprendizagem criativa, foi proposta por Mitchel Resnick, cientista da computação e professor de pesquisa pedagógica do MIT Learning Lab. Ela se centra em “4 Ps”: projetos, paixão, pensar brincando e pares.

Em um artigo intitulado “Tudo o que Eu Preciso Saber (Sobre Pensamento Criativo) Eu Aprendi (Através de Estudos sobre Como Crianças Aprendem) no Jardim de Infância”, Professor Resnick propõe que a forma de educar dos jardins de infância tradicionais (um ciclo de imaginar, criar,  brincar, compartilhar, refletir e novamente imaginar) deveria seguir além da creche, indo até a universidade. No entanto, o que ele vê é que os jardins de infância tendem a seguir as escolas convencionais, com memorização de cartoes matemáticos ou tabelas de alfabeto fônico.

Resnick também é o criador do Scratch, uma linguagem de programação de fácil aprendizagem e utilização, que não permite erros de sintaxe, perfeita para crianças e iniciantes. Ela foi inventada para estimular a criatividade aos alunos mais velhos; como uma evolução dos brinquedos de blocos do maternal.

A educação criativa incentiva o pensamento criativo, a cooperação e a experimentação, que segundo Professor Resnick são essenciais para a vida na sociedade atual, mas que acabam sendo deixados de lado ao longo do percurso escolar.

Uma colméia educativa

Voltando ao FIC, vejo nas mesas mãos robóticas, grandes dados com QR codes – são as criações dos alunos de diversas escolas participantes da RBAC (quase todas públicas). Os participantes fazem oficinas de Scratch, jogos cooperativos, escrita em braille... Esses projetos são desenvolvidos por estudantes e educadores com suporte da RBAC, que fornece materiais, formações, e um estúdio pedagógico (no qual os professores compartilham atividades que podem servir a outros).

No site, é possível ver algumas das criações dos alunos, como um jogo inspirado em um livro (A Princesa Escolhida), jogos para aprender a tabuada (Tabuada com Brawl Stars e Microbit), desenvolvidos no Scratch, e também projetos multidisciplinares — nos quais os professores indicam os conteúdos curriculares e os alunos criam em conjunto. É possível ver a inventividade das crianças, que aliam o conteúdo pedagógico com os seus interesses e pontos de vista.

Resistência Criativa

No Brasil, assim como em tantos outros países, a educação pública tem sofrido com a falta de recursos. A recente reforma do ensino médio impede ainda mais o acesso dos jovens à universidade, promovendo um ensino setorizado, na qual os adolescentes arriscam não adquirir as bases teóricas esperadas pela graduação. 

Ver uma iniciativa como o FIC mostra a que ponto os professores são persistentes e apaixonados pelo seu ofício (como a professora que trabalhou conceitos de Scratch no papel com um aluno sem casa, ou a que ajudou suas alunas a criar um plástico biodegradável), e como eles superam a falta de tempo ou de recursos. 

A educação criativa não resolve problemas fundamentais  tais como as deficiências de currículo do ensino público, porém ela desenvolve capacidades de resiliência que permitirão aos alunos valorizar o seu pensamento criativo: imaginar, experimentar e colaborar (habilidades preciosas por toda a vida).


Referências

Aprendizagem Criativa (em inglês)
https://www.media.mit.edu/projects/creative-learning/overview/

Os 4 P’s (em inglês)
https://scratch.by/en/about/news/mitchel_resnick_the_four_ps_of_creative_learning/

Tudo o que Eu Preciso Saber (Sobre Pensamento Criativo) Eu Aprendi (Através de Estudos sobre Como Crianças Aprendem) no Jardim de Infância
https://porvir-prod.s3.amazonaws.com/wp-content/uploads/2016/11/23120124/Mitchel-Resnick-Traduc%CC%A7a%CC%83o-Tudo-o-que-eu-Preciso-Saber.pdf

Scratch (em francês)
https://cursus.edu/fr/17158/scratch-programmation-objet-facile-pour-tous

Rede Brasileira de Educação Criativa
https://aprendizagemcriativa.org/

FIC 2022
https://www.youtube.com/watch?v=lHn_xZF5V8U

Jogo criado por estudantes : A Princesa Escolhida
https://scratch.mit.edu/projects/13655707/

Trabalhando em Scratch com aluno sem moradia
https://aprendizagemcriativa.org/novidades/como-trabalhar-scratch-com-uma-crianca-que-nao-tem-nem-casa-para-morar-eu-trabalhei

O desenvolvimento de um plástico biodegradável
https://aprendizagemcriativa.org/novidades/ou-voce-entra-na-sala-para-cumprir-tabela-ou-faz-algo-acreditando-que-educacao-pode

Sobre a reforma do ensino médio
https://diplomatique.org.br/a-farsa-do-ensino-medio-self-service/


Veja mais artigos deste autor

Notícias de Thot Cursus RSS

Acesso a serviços exclusivos de graça

Assine e receba boletins informativos sobre:

  • Os cursos
  • Os recursos de aprendizagem
  • O dossiê desta semana
  • Os eventos
  • as tecnologias

Além disso, indexe seus recursos favoritos em suas próprias pastas e recupere seu histórico de consultas.

Assine o boletim informativo

Adicionar às minhas listas de reprodução


Criando uma lista de reprodução

Receba nossas novidades por e-mail

Mantenha-se informado sobre o aprendizado digital em todas as suas formas, todos os dias. Idéias e recursos interessantes. Aproveite, é grátis!