Treinamentos

Publicado em 06 de dezembro de 2022 Atualizado em 06 de dezembro de 2022

Englishes - MOOC

Um curso para ajuda-lo.a a adaptar a língua inglesa para seus usos

Uma fileira de letras em madeira (do jogo Scrabble) que forma a palavra inglesa 'contact'. Imagem: Melinda Gimpel

A artista neerlandesa Nicoline van Harskamp faz vídeos nos quais ela explora a língua falada.

Em um trabalho chamado My Name is Language (Meu Nome é Linguagem), todos estão em uma sala de espera (que dá a impressão de ser uma sala de controle de um aeroporto), e atores contam histórias sobre seus nomes — de onde vêm, quem os deu e o que eles significam. A artista vê nomes como linguagem, e questiona o que acontece quando eles são traduzidos ou registrados em uma outra escrita; como isso afeta seus detentores.

Um outro trabalho, um vídeo intitulado PDGN (da palavra inglesa pidgin: uma mistura simplificada de duas línguas, com uma gramática rudimentar, que serve de meio de contato), mostra pessoas em uma sociedade pós-capitalista, reciclando os artefatos da era anterior e se comunicando em um inglês que mal se assemelha à língua atual.

Na série Englishes, a artista pesquisa a história e o futuro da língua inglesa, assim como as variedades do inglês falado. Para ela, os “erros” e os sotaques representam uma liberação da língua inglesa de seu centro (onde o inglês é a língua nativa): “Porque [a palavra falada] é a última área de recreação que ainda pode nos restar.”

Ela desenvolveu o MOOC Englishes, no qual é possível aprender sobre a história do inglês, sua fonologia, variedades linguísticas como pidgins, jargões e creoles, o uso de jargão pela comunidade artística e a invenção de línguas.

O objetivo do curso, segundo a artista, é incentivar pessoas a deixarem de medir seu inglês em relação a um padrão nativo, e adaptar a língua para as necessidades de seus usuários.

O curso é gratuito e aberto a todos os interessados, independente do nível de proficiência em inglês.

Em uma entrevista, Nicolina van Harskamp diz:

“…se pensarmos na pior coisa que poderia acontecer ao inglês é que ele continuará padronizado e todos terão que falar de uma certa forma; ele será uma marca de status e as pessoas terão que investir muito tempo e dinheiro para adquirir um certo sotaque, por exemplo. Mas a melhor coisa seria uma língua que as pessoas possam usar e desenvolver livremente usando outras línguas à sua disposição.”

Para saber mais: 

Nicoline van Harskamp - interview: 'Once you start thinking of names as language, people get very upset or very excited' - https://www.studiointernational.com/index.php/nicoline-van-harskamp-interview-thinking-about-names-as-languages

Nicoline van Harskamp interview - Englishes at Project Arts Centre, Dublin
https://www.youtube.com/watch?v=h-EV6cTkY5s

Leia mais sobre est treinamento
Veja mais treinamentos desta instituição

Notícias de Thot Cursus RSS

Acesso a serviços exclusivos de graça

Assine e receba boletins informativos sobre:

  • Os cursos
  • Os recursos de aprendizagem
  • O dossiê desta semana
  • Os eventos
  • as tecnologias

Além disso, indexe seus recursos favoritos em suas próprias pastas e recupere seu histórico de consultas.

Assine o boletim informativo

Adicionar às minhas listas de reprodução


Criando uma lista de reprodução

Receba nossas novidades por e-mail

Mantenha-se informado sobre o aprendizado digital em todas as suas formas, todos os dias. Idéias e recursos interessantes. Aproveite, é grátis!